4 dicas de dietas para quem não consegue viver sem carboidratos

Geralmente, quando vemos dietas para emagrecer, em sites ou blogs, a grande parte delas propõe retirar os carboidratos do cardápio diário.

O pior que a maioria não prega apenas tirar os carboidratos refinados, como macarrão e pão branco, mas excluir, ou limitar severamente, muitas das fontes mais saudáveis de carboidratos, como frutas, legumes e grãos, por exemplo.

O fato é que isso não é nada bom, já que são alimentos necessários para saciar sem precisar ingerir muitas calorias, ajudando a deixar o metabolismo funcionando.

Por isso, ao procurar alguma dieta, prefira a que seja fácil de seguir por muito tempo, ou a vida toda, adotando uma reeducação alimentar, onde tudo é permitido, desde que de forma equilibrada.

Ou seja, invista em dietas que têm um equilíbrio saudável de carboidratos, proteínas e gorduras, que proponham escolhas mais saudáveis.

Mas, se não sabe nem por onde começar, vai gostar de conferir nossas opções de dietas, as quais propõem hábitos alimentares saudáveis, sem obrigar a viver sem carboidratos.

Além das dicas abaixo, você pode usar um emagrecedor natural, o detona gordura é um produto que funciona muito bem para quem deseja emagrecer rapidamente, você pode ver na composição do detona gordura que ele é 100% natural e não tem efeitos colaterais.

A dieta mediterrânea

A dieta mediterrânea não impõe que diminua o consumo de carboidratos ou gordura. Fácil de seguir, a dieta é baseada em alimentos como plantas, frutas e legumes frescos, peixes e aves, azeite, oleaginosas, grãos integrais, ervas e especiarias.

Não pode viver sem seu vinho? Então, pode comemorar, pois ela permite vinho tinto, queijo, iogurte e ovos, desde que com moderação.

Já, carnes e doces dever ser consumidos apenas ocasionalmente.

Como nenhum grupo de alimentos é proibido, a dieta mediterrânea é mais fácil de ser sustentada a longo prazo. Sem falar que não precisa perder os benefícios,  como a saciedade e o controle do colesterol, dos carboidratos ricos em fibras,.

A dieta Dash

A dieta Dash (Dietary Approaches to Stop Hypertension), ou, dieta para barrar a hipertensão, como o nome sugere, foi criada para prevenir o problema.

Assim, a dieta prioriza nutrientes como potássio, cálcio, proteínas e fibras, que são fundamentais para combater a hipertensão e, claro, perder peso.

A dieta é baseada em frutas, legumes, grãos integrais, carnes magras e produtos lácteos com baixo teor de gordura, ao mesmo tempo em que limita o consumo de alimentos não saudáveis, como açúcar, carne vermelha e alimentos ricos em sódio.

A dieta flexitariana ou semivegetariana

A dieta flexitariana defende que não é preciso eliminar inteiramente a carne para colher os benefícios saudáveis do vegetarianismo. Ou seja, pode ser vegetariano na maior parte do tempo, e de vez em quando desfrutar de um hambúrguer ou bife.

Porém, se tornar uma flexitariana significa adicionar alguns grupos alimentares à dieta, incluindo alternativas à carne, como tofu, feijão, lentilhas, ervilhas, ovos, oleaginosas e sementes.

Frutas e legumes, grãos integrais e laticínios também fazem parte da dieta.

Vale saber que, geralmente, os vegetarianos comem menos calorias, pesam menos e têm um IMC menor do que os carnívoros.

Se investir nas plantas dessa dieta, e comer muitas frutas, legumes e cereais integrais, provavelmente, vai  precisar de menos calorias para se satisfazer, e claro, perder peso.

Consciência

Vale ressaltar que não é preciso seguir alguma dieta para conseguir emagrecer.  Na verdade, é preciso se conscientizar que uma alimentação saudável, equilibrada, naturalmente, se não houver excesso, vai levar á perda de peso.

Ou seja, mais vale investir em uma reeducação alimentar, poder comer de tudo, com consciência, do que se submeter á dietas radicais que não conseguirão ser levadas por muito tempo, ocasionando na volta ao peso inicial e no efeito sanfona.

Procure encher metade do seu prato com legumes, aumentar a quantidade de proteínas e reduzir a de carboidratos refinados.

Em excesso, tudo faz mal, portanto, buscar o equilíbrio ainda é a melhor dieta.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *